Saiba escolher e utilizar o seu cristal

O ato de escolher um cristal não é tarefa fácil e deve ser feita intuitivamente. Ao pegarmos num cristal, temos que sentir que este nos transmite uma sensação de bem estar e de harmonia. Podemos sentir um leve ardor e picada na mão o que significa que o contato foi estabelecido. Cada cristal tem as suas particularidades e só devemos adquirir aqueles que nos transmitem sensações agradáveis e de bem estar, pois cada individuo possui uma sensibilidade diferente face ao cristal.

Para escolher um cristal não existe uma regra base. Assim, sendo tanto podem ser pequenos ou grandes, em bruto ou trabalhados, pois o que importa é a empatia existente entre o cristal e a pessoa que o utiliza. Desta forma, através da ligação que é necessária existir, o individuo através da sua intuição e do seu instinto conseguirá escolher o cristal que melhor se adequa a si. Por isso, é importante o poder da observação e de perceção através do tato para que se possa compreender o cristal que está destinado a cada pessoa.

 

isX3N153JD

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *