Maneira de se fazer BANHO DE DESCARREGO:

Toma-se primeiramente um banho de higiene, isto é, um banho normal.

O preparo de um banho é um ritual que deve ser  feito harmoniosamente.

O Banho pode ser feito com:

 

 Ervas maceradas:

 

No processo de maceração das folhas é executado da seguinte maneira: maceram-se as folhas com um pouco de água, colocam-se as ervas em uma vasilha espremendo-as até obter a maior quantidade possível do sumo das mesmas, a seguir junte dois litros de água pura.

 

Ervas fervidas:

 

Como mais o menos  um litro de água  para ferver, quando a água estiver fervendo, jogue dentro as ervas. Deixe ferver e abafe a panela. Após uma hora, coe o líquido e depois do banho comum use este banho.

 

Modo de usar o banho: jogue o líquido no corpo do pescoço para baixo, sem molhar a cabeça; da seguinte maneira: um pouco na frente – um pouco nas costas – um pouco no ombro esquerdo – um pouco no ombro direito.  Ao jogar o banho, fala-se: “Salve todo o povo da água, que tudo de ruim e toda a energia negativa se dissolvam, escorra pelo ralo e vá para o fundo do mar, proteção para mim meu Deus”.

Não se enxugar, esfregando a toalha no corpo, apenas, retire o excesso de umidade já que o esfregar cria cargas elétricas (estática) que podem anular parte ou todo o banho.

 

 

Repita o banho durante sete dias seguidos. Dependendo da intensidade da carga pode-se tomar um, dois ou três banhos por semana, ficando a critério da pessoa o número de banhos necessários. As roupas utilizadas após o banho são sempre roupas claras. O horário deve ser noturno, antes de conciliar o sono.

 

Sintomas que nos indicam a necessidade de um bom banho, descarrego ou de ervas:

Para as pessoas que estão carregadas de maus fluídos e influências negativas, sentindo o corpo cansado sem terem feito grandes esforços físicos, mal-estar freqüente, dores na nuca, dores nas costas e nas pernas, bocejando sem sono, nervosismo em excesso, falta de ânimo, falta de iniciativa, instabilidade emocional, tropeços, pequenos azares, pressentindo que outras pessoas se afastam de nós.

Existem casos especiais em que as próprias entidades (Caboclos, Pretos Velhos e Orixás) indicam outras fórmulas de banhos, expondo, também, sobre o modo como devem ser empregados.

Outros tipos de banhos: descarrego com fundanga (pólvora), rosas brancas, flor de Obaluayê (pipoca), banho de álcool etc.

 

 

ERVAS QUE PODEM SER USADAS

 

 Espada de São Jorge (7 pedaços), girassol, bambu, Unha de vaca, picão do mato, folhas de Lágrimas de Nossa Senhora, sabugueiro, funcho, sete sangrias, cravo de defunto, folhas de aroeira, azedinho, gervão roxo, negra-mina, tamarindo (folhas), eucalipto (folhas), cipó Caboclo, Losna, romã (folhas), arnica de horta, erva de São João, laranja (folhas), alecrim do mato, alecrim miúdo, hortelã, poejo (folhas), levante, espada de Iansã (7 pedaços), Guiné, Folha de Manga, Camomila, folha de Café, Manjericão, Alfazema, arruda, erva-doce e erva cidreira nos livram dos males e, ao mesmo tempo, reenergizam.

 Não é necessário usar todas as ervas, o banho poder ser feito também com uma só erva.

Importante também mudar as ervas dos banhos pois cada uma tem a sua propriedade e atuam em cargas diferentes.

 

FONTE:https://raquelcain.wordpress.com/sobre-banho-de-descarrego/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *